Equipe de Karatê de Petrópolis conquista duas medalhas no Rio

Atletas participaram de torneio com os principais atletas do Estado

A equipe APK de Karatê, que faz parte do Projeto Sol Nascente Mais Criança na Escola e no Esporte e Menos nas Drogas, conquistou duas medalhas na IX Copa Leão de Karatê, que aconteceu no Parque Olímpico na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro no último fim de semana. Letícia Garcia, de 18 anos, conquistou a medalha de prata e Bruno Arusa, de 36 anos, ficou com o ouro. Oito atletas da cidade participaram do torneio, que reuniu mais de 300 competidores do todo o país.

Segundo Rodrigo Maciel, professor responsável pela equipe, destacou o resultado de Letícia, que venceu a atual campeã brasileira. Foi a primeira competição oficial dela. “O resultado da Letícia foi sensacional. A medalha de ouro não veio, mas o desempenho dela merece todo o destaque”, afirmou, agradecendo ainda o apoio da prefeitura aos projetos sociais da cidade.

“Nossa equipe realiza um trabalho social no Karatê e no Judô, que são as artes marciais olímpicas. Conseguimos competir no Rio graças ao apoio da prefeitura, que nos ajudou com o transporte dos atletas. Esse apoio é fundamental para darmos oportunidades de os atletas da cidade crescerem em suas modalidades”, explicou.

No Brasil, vários atletas surgiram graças aos projetos sociais. Um exemplo disso é a atual campeã olímpica de Judô, Rafaela Silva, que foi descoberta em um projeto social na Cidade de Deus. O superintendente de Esportes e Lazer da cidade, Hingo Hammes, elogiou a participação da equipe no torneio e ressaltou que o objetivo da prefeitura é apoiar cada vez mais o esporte no município.

“Estamos apoiando as mais diversas modalidades, com o objetivo do fomento ao esporte no município. A presença desses atletas em uma competição de alto nível é fundamental para o desenvolvimento de cada um. Além disso, o nome da cidade é levado para todo o país”, afirma Hingo.

No primeiro fim de semana de dezembro, Petrópolis recebe uma etapa do torneio regional de Karatê, no Centro Cultural e Esportivo Fábrica do Saber. O objetivo, segundo Hingo Hammes, é atrair outras competições de artes marciais em 2018.

“Oferecemos toda a estrutura e apoio necessário para a realização deste tipo de evento. Esperamos que no ano que vem a gente consiga trazer mais competições de outras modalidades. As artes marciais têm grande apelo entre os petropolitanos”, lembra Hingo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s