Blitz da Saúde realiza mil testes pra Sífilis

A Blitz da Saúde, projeto de prevenção contra a sífilis, realizou neste primeiro ano de projeto mil testes rápidos para sífilis em São Gonçalo. Os exames foram realizados em doze ações realizadas nos bairros Mutondo, Arsenal, Trindade, Centro, Rodo e Alcântara.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Dimas Gadelha, no próximo ano o projeto entrará na segunda fase e será realizado em vários bairros. “Neste primeiro momento fomos em busca do nosso público-alvo próximo a bares e restaurantes. Agora iremos em locais mais afastados do centro da cidade”, afirmou.

O projeto visa a conscientização sobre prevenção contra a sífilis, infecção sexualmente transmissível com um crescente número de casos no Brasil.

“É importante que as pessoas tenham consciência de usar preservativos nas relações para não contraírem ISTs. Nosso objetivo é frear os casos de sífilis, que era uma doença controlada e tem aumentado, ganhou status de epidemia nos últimos meses. As pessoas não têm conhecimento das consequências desta doença que podem chegar a cegueira e doenças neurológicas”, complementa Dimas Gadelha.

Durante este ano 452 pessoas foram diagnosticadas com a doença na cidade. Em 2016, foram 342, contra 50 em 2010. Segundo a coordenadora do programa municipal de IST/Aids, há um crescimento epidêmico da doença nos últimos anos.

“Uma das principais causas da doença é a redução do uso do preservativo. É importante lembrar que não existe uma vacina. A única forma de prevenir a sífilis é através do sexo seguro. Muitas pessoas só procuram tratamento na segunda fase da doença. Elas não têm costume de fazer nenhuma testagem. Ela se desenvolve de várias formas, em diferentes estágios, e é transmitida por relação sexual sem proteção, ou da gestante para o bebê”, explica a coordenadora do programa municipal de IST/Aids.

O programa municipal de IST/Aids e Hepatites Virais conta com o Centro de Testagem Anônima, onde qualquer pessoa pode realizar o teste rápido de HIV, sífilis e hepatites B e C com orientação de psicólogos e assistentes sociais. Além disso, diversos profissionais como infectologistas, hepatologistas, nutricionistas, ginecologistas, psicólogos, assistente sociais, dentistas e pediatras realizam o tratamento dos portadores da doença após a confirmação do diagnóstico.

A coordenação também realiza a distribuição de preservativos e material educativo para a população. A Coordenação Municipal de DST/Aids funciona na Clínica Municipal Gonçalense do Barro Vermelho, na Rua Heitor Levi, 34, e atende no número 2624-5756 e no email coorddstaidssg@yahoo.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s