CHUVA DESALOJA MAIS DE 2 MIL PESSOAS NO RIO

As autoridades seguem contabilizando os estragos causados pela mais forte chuva já registrada pelo Centro de Operações da Prefeitura do Rio, que causou quatro mortes na madrugada desta quinta-feira (15). De acordo com a Secretaria de Assistência Social, mais de 350 famílias tiveram que deixar suas casas, o que, segundo a pasta, representa um total de mais de 2 mil pessoas.

 

A maior parte delas está em Campo Grande, onde bairros inteiros foram alagados, e no Complexo do Alemão. Veja a relação divulgada pela secretaria:

  • Jardim Maravilha/Margaça – 120 famílias atendidas até o momento (sete pediram acolhimento)
  •  Parque Everest: 250 famílias atendidas. Destas, 41 tiveram as casas interditadas, mas não quiseram acolhimento.
  • Morro dos Macacos: 4 famílias desalojadas
  • Quintino: 1 família desalojada e dois óbitos
  • Martin Luther King: 4 famílias desalojadas (sem demandas)
  • Cascadura: 1 família desalojada (1 óbito – adolescente de 15 anos)
  • Jacarezinho: 16 famílias atendidas, mas sem demandas
  • Ouro Preto: 4 famílias desalojadas (sete casas interditadas e três famílias não estavam no local)
  • Serrinha: 25 famílias desalojadas, que vão receber cesta básica
  • Morrinho: 10 famílias desalojadas, que vão receber cesta básica
  • Cordovil: 4 famílias desalojadas

 

Resumo dos danos causados pela chuva:

  • 4 pessoas morreram
  • 350 famílias desalojadas (mais de 2 mil pessoas)
  • 51 imóveis interditados (muitos ainda não foram vistoriados)
  • falta de luz em vários bairros (algumas regiões estão sem energia desde a noite de quinta)
  • queda de trecho da ciclovia Tim Maia (vice-prefeito atribuiu a erro de projeto)
  • da Europa, prefeito Marcelo Crivella disse estar ‘atento’
  • Rio ficou 5 horas em ‘estágio de crise’
  • Choveu em 1 hora (de 0h a 1h) o máximo registrado em 21 anos
  • 77 sirenes foram acionadas em 44 comunidades
  • 7 mil raios foram registados
  • 35 árvores ou postes desabaram
  • queda de dirigível e alagamentos interromperam trens
  • Cinco prédios da Justiça foram interditados por alagamentos
  • Seis hospitais sofreram estragos e prejuízo no atendimento
  • Polícia Federal suspendeu emissão de passaportes no Galeão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s