SECRETÁRIO DE SEGURANÇA REALIZA REUNIÃO DE NÍVEL 1 COM CÚPULA DAS POLÍCIAS

Para prestigiar as forças policiais e valorizar ainda mais o trabalho que vem sendo desenvolvido, o Secretário de Estado de Segurança, Richard Nunes, realizou nesta quarta-feira (dia 23 de maio) a Reunião de Nível 1, com as cúpulas das polícias Civil e Militar e do Instituto de Segurança Pública (ISP), no Forte de Copacabana. Ali, as autoridades fizeram durante todo o dia uma análise da criminalidade nas sete Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs) do estado do Rio de Janeiro.
“Desde a nossa última reunião, conseguimos o compromisso do governo estadual para a retomada do RAS (Regime Adicional de Serviço). Iniciamos também um processo de realização de operações efetivamente integradas, como a Operação Dínamo, que obteve resultados expressivos”, disse o Secretário de Segurança.
A Operação Dínamo foi deflagrada em 12 de abril para coibir o roubo de carro nas regiões onde a mancha criminal desse delito é alta, de acordo com dados do ISPGeo, ferramenta de análise criminal do Instituto de Segurança Pública (ISP). Essa ação envolve a Polícia Militar, a Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional de Segurança Pública e as Forças Armadas.

 

“Em maio, prosseguimos com a operação Dínamo, mas começamos também a trabalhar para combater o roubo de cargas com a absoluta integração de esforços, seja na inteligência, seja na execução”, declarou Richard. “Tenho ido ao terreno para interpretar com clareza tudo que está acontecendo em nosso estado. Precisamos ter uma consciência plena dos problemas para podermos ajudá-los a resolver”.
Chefe de Polícia Civil, o delegado Rivaldo Barbosa disse que a Reunião de Nível 1, que contou com a presença inédita da Polícia Rodoviária Federal, é muito importante em razão da integração que deve existir entre as instituições. “Vemos aqui policiais civis e militares com o mesmo propósito e isso é um grande ganho”, destacou. “Outro aspecto importante é fazer com que a ponta apresente aos gestores as ações que efetivamente estão sendo realizadas”.
O Comandante-Geral da Polícia Militar, o coronel Luis Claudio Laviano, ressaltou que a ação integrada que foi realizada recentemente na Praça Seca, na Zona Oeste, foi muito significativa. “Conseguimos neutralizar duas frentes distintas de tráfico e de milícia”, ressaltou, ciente de que a integração é essencial para a melhoria da segurança no Rio. “O apoio que as Forças Armadas vêm prestando tem sido primordial para a PMERJ”.
O Estado está dividido em sete Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs), que por sua vez são dividas em 39 Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs). Uma AISP corresponde à área de um Batalhão e de preferencialmente uma a seis delegacias da Polícia Civil que atuam na região. Essa nova divisão geográfica de atuação das polícias, chamada de RISP, tornou-se uma instância de articulação regional e tem como objetivo mais eficiência no monitoramento de metas e ações planejadas, mais sinergia entre ações das Polícias Civil e Militar, além de maior compartilhamento de informações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s