HOSPITAL PASSA POR MUDANÇAS PARA MELHORIA DE ATENDIMENTOS

O Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior, em Itaboraí passa por mudanças, com o intuito de humanizar e melhorar o atendimento dos pacientes. Dentre as melhorias já observadas, estão o aumento no número de médicos que prestam o primeiro atendimento ao paciente. O número subiu de dois para quatro, incluindo médicos residentes, que analisam os casos de baixa complexidade, ajudam na transferência de pacientes, assumem a posição do médico em caso de ausência do mesmo e outros.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Júlio César Ambrósio, as mudanças causam um pouco de estranheza para algumas pessoas, mas foram planejadas com o intuito de oferecer melhor atendimento aos usuários do hospital. As alterações não foram aleatórias, e sim planejadas pela Secretaria Municipal de Saúde, direção do hospital, engenheiros e arquitetos, com o intuito de achar um melhor momento e espaço. Outra mudança foi à transferência do consultório de ortopedia, que agora ficou mais próximo dos consultórios médicos, e não mais ao final do corredor do hospital.

29308759098_b681d00a7e_z“O antigo consultório de ortopedia fazia com que o paciente percorresse todo o corredor até chegar ao final do hospital. Agora ele fica próximo da unidade de Raio X e da sala de espera para atendimento. Quero pedir desculpas à população pelos transtornos causados por estas mudanças, mas precisamos mudar, para melhor atendê-los”, disse o gestor da pasta.

Essas modificações aconteceram de maneira que trouxesse também uma adequação exigida pela Vigilância Sanitária do Estado, que é a criação da unidade transfusional, que tem a função de armazenar sangue e seus derivados, realização de exames imuno-hematológicos e outros. A unidade está interditada pela Vigilância Sanitária aproximadamente desde 2014.

“Esta unidade transfusional será de suma importância para o hospital, visto que somos um equipamento de Saúde de portas abertas, com atendimentos a demandas de acidentes, cirurgias e outros. Assim, estamos realizando adequações para que possamos reativar a unidade”, disse o secretário de Saúde, Júlio César.

41369637340_f081befab6_zAcompanhando sua avó, de 88 anos de idade, Lígia Maria Rangel, 30 anos e moradora do bairro Caluge ficou satisfeita com o atendimento. “Viemos buscar atendimento na segunda e terça-feira (02 e 03/07), inclusive em outros hospitais, mas só aqui conseguimos ser atendidas. Descobrimos que ela está com pneunomia e estamos analisando se será necessário interná-la, visto que pela idade dela pode ser complicado. Achei o médico solícito e fomos bem atendidas”, disse Lígia.

O secretário municipal de Saúde ainda ressaltou que o Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior é referência para a Região Metropolitana II, também com atendimentos a pessoas dos municípios de Tanguá, Rio Bonito, São Gonçalo e outros. Outra novidade é a criação de um dispositivo online, que informará em tempo real o número de atendimentos do hospital, internações, demandas, cirurgias e outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s