LIDERANDO RANKING DE RECLAMAÇÕES, PROCON REGISTRA QUASE MIL ATENDIMENTOS CONTRA OPERADORAS DE TELEFONIA

Só no primeiro semestre deste ano, as operadoras de telefonia lideraram o ranking de reclamações no Procon Petrópolis. Foram quase mil atendimentos envolvendo a Oi, que lidera a lista com 757 reclamações, Claro, com 142, Vivo, com 50, e a Tim, com 46. Apesar dos números expressivos de ações, o Procon alcança aproximadamente 96% de resolutividade nos casos apresentados. Este número se dá pelos canais de atendimento direto que o órgão possui com as operadoras, facilitando e agilizando o atendimento ao consumidor.

Visando garantir a qualidade e compromisso da empresa junto ao serviço prestado para o consumidor, o órgão propôs, em julho, um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para os empreendimentos. O objetivo do trabalho do Procon é diminuir os conflitos entre consumidor e empresa dando mais clareza ao cliente na hora da contratação do serviço.

Esta ação do Procon aconteceu por conta das irregularidades que foram apresentadas após uma investigação, que faz parte de uma etapa de trabalho do órgão. A operadora Oi precisa corrigir pontos como oferta na velocidade da internet inferior à contratada, falhas técnicas relativas ao sinal de internet e TV, cancelamentos solicitados pelos clientes e não efetivados pela operadora, entre outros. Além disso, o aumento significativo do valor na fatura, com a inclusão de pacotes não contratados sem justificativa e incompatível ao serviço ofertado e contratado e a venda casada também estão entre os casos.

Já em relação às operadoras Vivo e a Tim os problemas apontados são os mesmos: cancelamentos solicitados não efetivados e inclusão na fatura de serviços não contratados. No caso da Claro, a constatação é de que a oferta de velocidade de internet entregue é inferior à contratada.

“Temos um número alto de reclamações contra as operadoras, porém hoje, os canais diretos que possuímos com as empresas nos possibilita uma resolutividade de 96% dos casos apresentados. Nossa intenção com esse trabalho é agir na fonte, trabalhar para evitar que novos problemas do tipo ocorram”, pontuou o Coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

Em julho o Procon realizou uma fiscalização nas lojas físicas para vistoriar o tempo nas filas. De acordo com a Lei Municipal 76677/2018, o consumidor só pode permanecer por 15 minutos aguardando atendimento no local e 30 min em dias após feriados. Nenhuma empresa foi notificada.

Quem quiser denunciar algum problema constado por algum serviço pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; e pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s