CLÍNICA DO MUTONDO REALIZA AÇÃO PELO SETEMBRO AMARELO

O Setembro Amarelo levou as unidades de saúde do município a se mobilizarem com ações de conscientização, no mês que marca a luta contra um problema de saúde mundial considerado grave: o suicídio. Dezenas de unidades de saúde de São Gonçalo aderiram à campanha Setembro Amarelo, para alertar os pacientes com diversas atividades sobre este tema, como palestras, rodas de conversa e outros serviços.

“Um conjunto de fatores leva a pessoa a ter pensamentos de morte e levar o indivíduo ao ato. E a maioria delas, antes de tentar tirar a própria vida, fala sobre isso com alguém. É importante, cada vez mais, falarmos sobre esse tema, levarmos informação e, principalmente, solidariedade às pessoas”, enfatiza a secretária de Saúde em exercício, Maria Auxiliadora Rodrigues.

A Clínica Municipal Gonçalense do Mutondo foi uma das unidades que realizou o evento nesta última semana. A ação contou com uma roda de conversa com equipe de odontologia relacionando os cuidados com saúde bucal e autoestima, dinâmica e alongamento, agentes comunitários de saúde em ação na prevenção do suicídio, a participação da equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Nasf) com reflexão acerca de tópicos referentes às demandas em Saúde Mental que desencadeiam depressão.

“A pessoa em sofrimento psíquico muitas vezes dá sinais de que algo não vai bem, sintomas que podem apontar até mesmo para o planejamento do suicídio. Dispor-se a estar junto, agir com empatia, não julgar e não tecer apontamentos sobre o que poderia ser feito são alguns dos pontos a serem considerados num caráter de prevenção. Pensar nisso faz com que reconheçamos a importância de valorizar as demandas emocionais e não taxá-las com rótulos esteriotipados”, declara o psicólogo do Nasf, José Renato.

As causas mais comuns são em decorrência de transtornos mentais, como esquizofrenia e bipolaridade, bem como dependência química, alcoolismo e depressão. Mas, quando há mais de um transtorno associado, o risco de tentar contra a própria vida é maior. Segundo dados do Ministério da Saúde, em média, 11 mil pessoas tiram a própria vida no Brasil a cada ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s