PREFEITURA PROPÕE 13,02% DE REAJUSTE PARA PROFESSORES E 7,09% PARA TODOS OS SERVIDORES

Nesta quarta-feira (10), o prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci, anunciou a concessão de um reajuste salarial de 7,09% sobre a tabela de vencimentos das carreiras dos servidores municipais, administração direta e indireta. O percentual será aplicado sobre o vencimento básico referente ao mês de novembro de 2018 – data base conforme dispõe a Lei Orgânica Municipal. Em mensagem que será distribuída aos servidores a partir de quinta-feira (11), o prefeito ressaltou o esforço que vem sendo feito pela Prefeitura para melhorar as condições de trabalho, a exemplo deste reajuste, estendido a todos os servidores municipais, em um momento difícil economicamente em todo país. A mensagem que estabelece o aumento para a categoria será encaminhada para votação, nesta quinta-feira (11), à Câmara de Vereadores, e também prevê aumento de 5,54% (além dos 7,09%) para os professores, gerando um acumulado de 13,02%.

“Nosso objetivo é reverter todas essas conquistas em prestações de serviços à população e melhorias para os funcionários da Prefeitura. São Gonçalo ficou abandonado nos últimos anos. Não houve planejamento para a cidade crescer de forma sustentável. Estamos trabalhando muito para mudar essa realidade e tornar nossa cidade grandiosa novamente, com o devido lugar de destaque na economia fluminense”, afirma o prefeito.

Para conseguir remar contra a maré de dificuldades e realizar a proposta de reajuste salarial, Nanci determinou aos técnicos do governo que buscassem as condições necessárias no orçamento e no caixa da Prefeitura. “Esta medida visa expressar a importância que nossa gestão dá aos servidores públicos municipais. Valorizá-los é uma das propostas do meu governo, no entanto São Gonçalo possui muitas demandas a serem solucionadas”, garante Nanci.

Cabe destacar que a atual gestão também concentra esforços em conceder todos os adicionais de qualificação e enquadramento de nível aos funcionários, que vêm se arrastando sem solução desde as gestões passadas, incluindo as diferenças e perdas.

Outro ponto importante se refere à modernização da administração municipal, através da criação da Segurança do Trabalho vinculada à Secretaria Municipal de Administração, que analisa as situações de trabalho vividas diariamente pelos servidores. “A determinação do prefeito é tornar a administração ágil e moderna e valorizar os servidores. Contudo, o governo precisa agir com responsabilidade e planejamento para não cometer erros e deixar os servidores e a população em geral apenas com promessas. A intenção do prefeito é mudar a cidade para melhor, em todos os sentidos”, revela Marcelo Azeredo, secretário de Administração.

Com o objetivo de encerrar a greve na rede de educação, o texto que vai para a Câmara de Vereadores também prevê um reajuste de 5,54% para os professores, além dos 7,09% que contemplarão todo o funcionalismo municipal, resultando em um acumulado de 13,02%, já que o segundo reajuste – de 5,54% – previsto para janeiro, incidirá sobre o primeiro (7,09%), que passa a vigorar em novembro.

“A reivindicação dos professores é justa e um direito da classe, no entanto, minha gestão se propõe a acordar apenas o que pode cumprir. Acredito que todos os lados devem refletir sobre as dificuldades e real situação do município. Resolver as demandas da Educação, por exemplo, é de suma importância para a categoria, no entanto, a greve prejudica principalmente os alunos”, ressalta José Luiz Nanci.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s