TARIFA DE PEDÁGIO MENOR PARA O PETROPOLITANO A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA

Medida já havia sido solicitada pela prefeitura; prefeitura quer celeridade da suspensão do direito de exploração da Concer

Deliberação da ANTT determina redução de R$12,40 para R$ 10,80 no valor dos 3 pedágios sob responsabilidade da Concer

A partir de zero hora de segunda-feira (15.10), o valor do pedágio cobrado pela Concer – concessionária responsável pela administração da BR-040 – sofrerá uma redução de R$ 1,60. A deliberação nº 832 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – que vai ao encontro de uma demanda do município – foi determinada no último dia 10.  A tarifa para veículos da categoria 1 passa de R$ 12,40 para R$ 10,80 nas três praças de pedágio da rodovia. A nova tarifa arredondada representa uma redução de 12,9%, cujo maior impacto se deu pela não execução de obras como, não implantação do sistema de wi-fi na rodovia, além da retirada da verba de correios.

Essa é uma boa notícia para os petropolitanos, principais prejudicados pelo abandono na estrada. A prefeitura continuará lutando para que o pedágio deixe de ser cobrado, já que a estrada não recebe a manutenção necessária e a paralisação nas obras da nova subida da Serra atrapalha a locomoção, principalmente dos veículos que escoam os produtos da cidade. No entanto, a redução no valor já sinaliza que os órgãos competentes estão avaliando que a concessionária não está cumprindo com as obrigações de garantir uma locomoção segura. O município continuará cobrando a celeridade no processo que pede a suspensão do direito de concessão e a retomada das obras da nova subida da Serra.

A prefeitura vem lutando na Justiça desde o ano passado com ações que pedem a suspensão da cobrança de pedágio e melhorias na pista e também que seja suspenso qualquer tipo de reajuste do valor pago por quem trafega pela rodovia (o que ocorreu em 2017). As condições deficientes da pista foram apontadas pela PRF, no ano passado, como motivo para o alto índice de acidentes na Serra.

Em agosto a prefeitura já havia manifestado apoio ao MercoSerra – entidade que reúne representantes de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. O MercoSerra, com apoio do Sicomércio Petrópolis entregou para a ANTT, Tribunal de Contas da União e à Secretaria Nacional do Programa de Parcerias e Investimentos, uma carta de repúdio à concessionária. A Carta de Repúdio foi assinada por mais de 30 representantes de instituições e relata a situação caótica e insustentável em que se encontra a BR-040, no trecho que liga Rio de Janeiro à Juiz de Fora – principalmente na subida da serra de Petrópolis, principal eixo de mobilidade urbana que faz a ligação para o Rio de Janeiro.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, que também é integrante do MercoSerra e presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), lembra que o pedágio cobrado é um dos mais caros do país. “Cobrança absurda e a estrada em péssimas condições, sem segurança. Pedimos a caducidade do contrato com a concessionária e a suspensão da cobrança do pedágio. O prejuízo para Petrópolis é grande, principalmente para os polos de moda que perdem compradores por conta da precariedade da subida da serra”, avalia Fiorini, destacando que toda a economia da cidade é comprometida pelas más condições de conservação da rodovia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s