SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE LANÇA O PORTAL FUNDO DA MATA ATLÂNTICA

Secretaria de Estado do Ambiente lança o Portal Fundo da Mata Atlântica

A Secretaria de Estado do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) lançaram, nesta sexta-feira (14/12), no Museu do Amanhã, no Centro do Rio, o portal Fundo da Mata Atlântica (www.fmarj.org) que foi desenhado para oferecer informações de qualidade e maior transparência ao público sobre os projetos tocados com recursos desse fundo e os termos de compromissos de compensação ambiental com valores firmados. O site também informa ao empreendedor o passo a passo de como fazer a sua compensação ambiental e traz também as legislações.

 

O Fundo da Mata Atlântica é um inovador mecanismo operacional e financeiro que permite uma execução mais ágil, eficiente e transparente dos projetos voltados para as unidades de conservação – parques, reservas biológicas, estações ecológicas e outras – do Rio de Janeiro com recursos de compensações ambientais e outras verbas.

 

A compensação ambiental é um valor, definido em lei federal, em que os empreendimentos que causem um significativo impacto ambiental devem contribuir para apoiar a implantação destas unidades, incluindo regularização fundiária; construção de sedes, alojamentos, centros de visitantes, guaritas, pórticos, cercamento, sinalização etc.; contratação de planos de manejo; aquisição de veículos, equipamentos e mobiliário e outras atividades imprescindíveis para o seu bom funcionamento.

 

“Essa política pública começou em 2009. Fizemos algumas modificações e demos continuidade. O Fundo da Mata Atlântica é um importante marco para institucionalizarmos as políticas públicas e um dos últimos pilares que eu citaria é a transparência, pois tudo vai estar disponível na internet. A partir das informações quem vai cobrar agora é a sociedade. Isso é um legado que vamos deixar para o meio ambiente. No site, o cidadão poderá obter informações sobre os projetos, seus objetivos, quem é a empresa contratada para fazer a intervenção, as aquisições, a parte financeira e quando foi executado. Essas informações serão atualizadas mensalmente”, destacou o subsecretário adjunto de Planejamento da Secretaria de Estado do Ambiente, Sérgio Mendes

 

“O nossos compromisso é o de prestar contas. Ao longo desses dias, fomos inserindo, no portal, as informações que achamos necessárias pra a prestação de conta. Essa página do site será permanentemente atualizada”, afirmou a superintendente Fundo da Mata Atlântica, Zélia Ramalho.

 

Nos últimos nove anos, foram investidos mais de R$ 180 milhões em áreas de preservação municipais, estaduais e federais, comprovando a eficiência do mecanismo. Foram estruturadas muitas Unidades de Conversão Estaduais a partir de projetos executados como: Planos de Manejo; Construção de Sedes nas UCs; Cartão Vinculado (auxílio no custeio das UCs); Agentes Ambientais (monitoramento e prevenção de crimes ambientais); Aumento de Uso Público; dentre outros.

 

A efetividade do Mecanismo do FMA-RJ pode ser verificada através das “notas” (avaliações) das UCs estaduais, oriundas do grau de estruturação e preservação destas unidades, obtidas através de critérios de avaliação elaborados pela equipe de Biodiversidade do Inea.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s