ALUNA ISABELLE MARQUES DA REDE ESTADUAL REALIZA INTERCÂMBIO NOS ESTADOS UNIDOS

Isabelle Marques participou do “Programa Jovens Embaixadores”

Isabelle Marques representou o estado do Rio de Janeiro em um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos no início do ano. Estudante do Ciep 117 – Carlos Drummond de Andrade – Intercultural Brasil-Estados Unidos, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, ela foi selecionada no Programa Jovens Embaixadores e realizou, no início deste ano, a primeira viagem internacional da vida.
– Nunca havia viajado para fora do país e nem imaginava o que esperar dessa oportunidade. A experiência foi ótima porque conheci outra cultura, além de ter contato com outra língua, o que foi também desafiador – contou a jovem, de 17 anos e moradora de Nilópolis.
Isabelle foi selecionada junto a outros 49 jovens de todo o Brasil que participaram do intercâmbio. Para participar do Programa era preciso desenvolver um projeto e a aluna inscreveu o Ecoglisten, que estuda experimentos de descarte sustentável para diversos materiais, por exemplo, o isopor e copo plástico. A iniciativa surgiu a partir das aulas do clube de ciência na escola.
Na viagem, que incluiu visita aos monumentos turísticos, escolas e projetos sociais, reuniões em organizações dos setores público e privado, atividades culturais, de responsabilidade social, empreendedorismo e liderança, Isabelle teve a oportunidade de interagir com jovens da mesma idade.
– O intercâmbio me fez aprender mais sobre mim mesma e como eu posso atuar para impactar positivamente o meio social no qual estou inserida. Com todas as lições que aprendi por lá, dentre tantas palestras e workshops, a gente volta com o coração cheio de vontade de fazer a diferença e ser um exemplo para nossa geração – disse a estudante.
Ao falar do intercâmbio e de sua experiência na América do Norte, Isabelle relembrou um dos locais que mais gostou conhecer. E ainda afirma que a experiência foi determinante para a escolha da profissão.
– Reservaram uma tarde para gente visitar museus. Não acreditei quando fui ao Lincoln Memorial, em Washington, e vi o monumento de Abraham Lincoln. Me senti dentro de um filme quando estava lá dentro. Antes de ir, eu estava pensando em cursar engenharia ambiental, mas depois que voltei, decidi que quero fazer serviço social. A escolha tem total influência da viagem porque lá visitamos muitas ONGs que realizam a assistência às pessoas. Acho que já achava dentro de mim e eu não sabia – revelou Isabelle.

Ela está cursando pré-vestibular após concluir o Ensino Médio e já começou a estimular os colegas a seguirem seus passos:
– Quando voltei ao Brasil, conversei com alguns colegas e os incentivei a participar do programa também, que é exclusivamente voltado para alunos de escola pública. É possível que nós, que viemos da Baixada Fluminense, conquistemos o que quisermos a partir das oportunidades que surgem – finalizou Isabelle.
O secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, reforçou que a participação de alunos em programas como esse é importante para o desenvolvimento social e cultural dos jovens.
– Quando um estudante conhece de perto a cultura de outro estado ou país, ele agrega esse conhecimento a sua vida e em sua carreira profissional. É gratificante conhecer casos como o da Isabelle e de outros jovens da rede estadual que realizaram intercâmbio e trouxeram na bagagem uma vivência que transformou positivamente suas vidas – falou o secretário.

Programa Jovens Embaixadores

O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos em parceria com setores público e privado. A proposta é voltada para alunos brasileiros da rede pública com bom desempenho escolar e que são exemplos em suas comunidades em termos de liderança, atitude positiva, consciência cidadã, excelência acadêmica e conhecimento da Língua Inglesa.
O candidato participa de várias etapas, como entrevistas, elaboração de redação, exames escrito e oral. Entre os requisitos dos alunos estão: fluência na Língua Inglesa e participação do candidato como voluntário em atividades de responsabilidade social.
A iniciativa também visa valorizar e promover o fortalecimento da educação pública por meio desses jovens, transformando-os em modelos para seus colegas e a comunidade. Entre os apoiadores estão o Ministério da Educação (MEC), Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a rede de centros binacionais Brasil-Estados Unidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s