GUAPIMIRIM REALIZA MOBILIZAÇÃO EM PROL DO COMBATE AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Nesta sexta-feira (17), A Prefeitura de Guapimirim, através da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou uma mobilização em prol do combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, na Praça da Emancipação.
Este evento foi realizado para lembrar do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que será neste sábado, dia 18. A mobilização serviu para conscientizar a população de que este tipo de crime precisa ser prevenido e deve ser denunciado, através do Disque 100, do Conselho Tutelar, nos números: 2632-7111 ou 97587-5351, e nas delegacias.
De acordo com Daniel Peres, Conselheiro Tutelar, é muito importante notificar os casos de abuso para que não fiquem impunes. “Os canais para denúncia, como o Disque 100, são indispensáveis”, completou Daniel.
Na ocasião, o Secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Adib Fara, falou da importância da campanha “Faça Bonito” como forma de prevenção e proteção das crianças e adolescentes em nosso município. Também estiveram presentes: profissionais da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, dos CRAS e CREAS da cidade, do Conselho Tutelar, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), além de alunos de teatro do Centro Cultural que interpretaram a peça “Não se Cale”.
A Coordenadora da Proteção Social Especial, Luídia Ducan, frisou que o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país, em 2000, por meio da lei nº 9.970, porque em 18 de maio de 1973, Araceli Crespo, uma menina de apenas oito anos, foi violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo.
Em Guapimirim, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) é o órgão da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos que acompanha os casos de violência, desenvolvendo um trabalho que visa promover a função protetiva da família e a garantia dos direitos violados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s