PROTESTOS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO RIO DE JANEIRO TÊM ATROPELAMENTOS E BOMBAS

Grupo foi colhido por um carro em Niterói; no Rio, PM chegou a apontar armas não letais para pessoas que fechavam o trânsito no Caju.

Protestos contra a reforma da Previdência e os bloqueios na educação no RJ registraram confusão e atropelamentos na manhã desta sexta-feira (14).
Atos provocaram engarrafamentos nos acessos ao Rio pela Avenida Brasil e pela Ponte Rio-Niterói – a travessia, normalmente feita em 13 minutos, chegou a uma hora e meia.

Tensão em Niterói

Manifestantes que aderiram à greve geral em Niterói, na Região Metropolitana, foram atropelados em um ato na Rua Marquês de Paraná. Manifestantes afirmam que o motorista de um Fox vermelho acelerou diante de um ponto de bloqueio por volta das 7h.
De acordo com a Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense, duas professoras – uma da UFF e outra da Universidade Federal do Rio de Janeiro – e três estudantes da UFF foram atingidos pelo veículo. O motorista fugiu.

Confusão Avenida Brasil

No Rio, a confusão foi às 7h40. Um grupo que se concentrou no Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (Into), no Caju, fechou a pista lateral sentido Centro da Avenida Brasil.
Esse bloqueio causou grandes impactos no trânsito da região: motoristas chegaram a demorar uma hora e meia para cruzar a Ponte Rio-Niterói, quando o normal é 13 minutos.
Como precaução, a Ecoponte fechou a alça de descida da Ponte Rio-Niterói para o Into.
A PM usou bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes, e houve correria. Às 8h40, o ato no Into havia se dispersado.
Às 9h45, não havia atos nas ruas do Rio, e o trânsito estava mais livre que a média registrada às sextas-feiras.

Bolsonaro comenta greve

Durante um café da manhã com jornalistas hoje, o presidente Jair Bolsonaro foi perguntado sobre a greve. O presidente disse ver o movimento como algo natural. “[Vejo] com muita naturalidade. Quando resolvi me candidatar, sabia que ia passar por isso”, disse.
Sobre reforma da Previdência, alvo das paralisações de hoje, Bolsonaro voltou a defender a importância das mudanças nas regras da aposentadoria, sem as quais os empresários não terão “segurança para investir”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s