SÃO GONÇALO REALIZA AÇÃO EDUCATIVA NO DIA NACIONAL DE COMBATE DA HANSENÍASE

Terça-feira (28), Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, a Secretaria de Saúde de São Gonçalo realiza uma série de atividades no Polo Sanitário do Rio do Ouro, a partir das 9h. A programação faz parte do Janeiro Roxo, oficializado desde 2016 pelo Ministério da Saúde, com a proposta de realizar campanhas educativas, uma vez que o Brasil é o segundo país no mundo em número de casos, atrás apenas da Índia.

Em São Gonçalo, existe a possibilidade de diagnóstico e tratamento pelo Programa de Controle Municipal de Hanseníase. Para isso, o município disponibiliza três unidades: Polo Sanitário Hélio Cruz, no Alcântara; Polo Sanitário Washington Luiz, no Zé Garoto; e Polo Sanitário Rio do Ouro. Os equipamentos contam com uma equipe multiprofissional composta por Dermatologistas, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Assistente Social e Fisioterapeuta. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A doença afeta principalmente a pele e os nervos da face, dos braços, mãos, pernas e pés. Sua transmissão acontece de pessoas doentes sem tratamento para pessoas saudáveis, através das vias aéreas superiores (tosse, espirro, fala).

O tratamento é simples e gratuito, com duração de seis meses a um ano, onde o paciente recebe gratuitamente os medicamentos para ingestão via oral. Se seguir o tratamento cuidadosamente, o paciente recebe alta por cura.

De acordo com a coordenadora do Programa, a enfermeira Mariana Latanzzi, além das unidades especializadas, todas as Unidades Básicas de Saúde possuem profissionais capacitados para realizar avaliação clínica em pacientes com sinais e sintomas relacionados à Hanseníase. E, caso haja suspeita da doença, o paciente é encaminhado ao Programa de Hanseníase da unidade de referência mais próxima da sua residência.

“É muito importante o diagnóstico precoce, pois a doença quando diagnosticada tardiamente pode causar sequelas irreversíveis, causando incapacidades ao paciente. Quanto mais cedo iniciado o tratamento, menores são as complicações. Se você tiver alguns dos sinais e sintomas suspeitos procure o mais breve possível uma unidade de saúde para avaliação. A Hanseníase tem cura e tratamento gratuito disponível pelo SUS!”, destacou a coordenadora.

Dentre os sintomas estão manchas avermelhadas ou esbranquiçadas na pele, diminuição da força muscular e perda da sensibilidade em algumas partes do corpo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s