SÃO GONÇALO: CRIANÇA FELIZ DESENVOLVE MATERIAL DIDÁTICO PARA GARANTIR ATENDIMENTO REMOTO DURANTE PANDEMIA

A criatividade tem sido a grande aposta da equipe do Criança Feliz na busca por inovações nas formas de interagir com seus usuários, diante das novas regras de convivência impostas pela pandemia do novo coronavírus. Com base no atual cenário, no qual as atividades se tornaram remotas, os técnicos vêm buscando garantir a mesma qualidade do trabalho que vinha sendo realizado antes do período de isolamento e, para isso, desenvolveram, além de conteúdos online, um material didático para que todos os usuários possam continuar realizando as atividades que, até então, eram feitas junto aos visitadores em suas respectivas residências.

O Criança Feliz é uma iniciativa do Governo Federal, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Infância e Adolescência (SMDSIA). O programa tem como objetivo promover e acompanhar o desenvolvimento infantil integral na primeira infância e facilitar o acesso da gestante e de suas famílias às políticas e aos serviços públicos de suas necessidades.

Em São Gonçalo, mais de 270 usuários são acompanhados por uma equipe formada por 20 visitadores que orientam as famílias sobre atividades e cuidados que buscam fortalecer o relacionamento entre a criança e o seu responsável, trabalhando atividades remotas que ajude a criança a se desenvolver nas dimensões da linguagem, motora, socioafetiva e cognitiva.

O material que está sendo entregue aos usuários é composto por dois livros que foram doados pelo Instituto Itaú Cultural, giz de cera, algodão e lixa, além de um guia com cinco atividades para a família trabalhar junto à criança.

“Para a coordenação do PCF é um grande desafio acompanhar essas famílias em tempos de pandemia da Covid-19. O importante nesse momento é alinharmos as estratégias de ações e planejamento para que nossos visitadores e as famílias possam se prevenir nas questões de saúde no enfrentamento do coronavírus e que a criança continue desenvolvendo integralmente como prevê o programa”, afirma Carla Seixas, coordenadora do PCF.

Como forma de obter mais conhecimento e prestar um melhor atendimento às famílias atendidas, a equipe técnica do PCF vem participando de capacitações com temas relacionados à gestantes e primeira infância em plataformas de Ensino a Distância (EAD).

O programa, que vem sendo desenvolvido no município desde novembro de 2018, atende diversas famílias dos bairros: Alcântara, Amendoeira, Arsenal, Boa Vista, Colubandê, Guaxindiba, Engenho Pequeno, Itaoca, Jardim Catarina, Jardim República, Jóquei, Laranjal, Luiz Caçador, Neves, Sacramento, Salgueiro, Santa Isabel, Vista Alegre e Venda da Cruz.

“O nosso maior desafio neste momento está sendo sensibilizar e demonstrar a importância do trabalho, para as famílias, já que a equipe PCF atua como mediadora para que o responsável fortaleça os vínculos com a criança e este se desenvolva na sua integralidade. O PCF trabalha com contato com as famílias, as visitas domiciliares representam uma estratégia de aproximação dos serviços com a família atendida”, afirma Aline Duarte, supervisora do Criança Feliz no município.

Jadir Leite, de 57 anos, é visitador e atua nos bairros Engenho Pequeno, Santa Catarina e Zumbi. Há um ano no programa, ele destaca a satisfação de poder acompanhar a evolução dos seus usuários.

“Poder acompanhar e ajudar no progresso de cada criança é muito satisfatório para nós. Lembro que começamos a acompanhar um bebê de sete meses que no início só ficava deitado no berço, e hoje, depois de alguns meses sendo acompanhado pela equipe do Criança Feliz, já está desenvolvendo suas habilidades motoras e também está começando a falar, e ver essa evolução representa uma vitória para nós”, relata Jadir.

Para a secretária da SMDSIA, Maria Bethânia Raulino Marques, este serviço é de grande importância para esta parcela da população em situação de vulnerabilidade no município.

“O Criança Feliz é um serviço que faz a diferença na vida dessas famílias mais vulneráveis. Poder contar com o apoio e dedicação desses profissionais diante desse atual cenário representa o fortalecimento de ações de políticas públicas voltadas para as gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias”, ressalta Bethânia.

Quem tiver interesse em participar do Criança Feliz pode obter mais informações através do telefone da SMDSIA – 2081-3951 / 2081-3950, do e-mail – smdscriancafeliz.sg@gmail.com ou ir ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência. Vale lembrar que o perfil do programa são gestantes, crianças de até 3 (três) anos e suas famílias e crianças de até 6 (seis) anos e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s