CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE É PRORROGADA NOS GRUPOS PRIORITÁRIOS ATÉ 10 DE JULHO

Programada para encerrar no dia 30 de junho, a campanha de vacinação contra a gripe foi estendida no Estado do Rio de Janeiro pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) até a sexta-feira desta semana, dia 10 de julho, ou até quando durarem os estoques de vacina. A meta da secretaria é ampliar a cobertura vacinal nos grupos prioritários que ainda não alcançaram a cobertura de 90%, como crianças, gestantes e puérperas que são grupos de maior vulnerabilidade.

Para esse período de ampliação da vacinação, os 92 municípios contam com mais de 1,5 milhão de doses para serem aplicadas nos postos municipais. Até o momento, segundo a Gerência de Imunizações da secretaria, o Estado do Rio apresenta uma cobertura vacinal de 75,43% em todos os grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde. O público-alvo da Secretaria de Saúde é de 6,5 milhões de pessoas.

A SES recomenda atenção especial para a imunização de crianças de 6 meses a menores de 6 anos que possui cobertura de apenas 54,43% e para os primeiros a ser vacinados que deverão retornar à unidade de saúde 30 dias após a primeira dose para receber a segunda. Outro grupo que também merece atenção é o de gestante que alcançou somente 49,06% de cobertura, vindo em seguida o de puérperas, com 61,83%.

Valter Almeida, da Gerência de Imunizações da SES, reforça a importância de se receber a vacina nesse período de pandemia devido ao coronavírus, pois essa dose vai prevenir a ocorrência de possíveis complicações respiratórias que podem ser causadas pelo vírus da influenza (gripe).

– A vacina irá contribuir para diminuir a necessidade de assistência médica nos postos de saúde e hospitais, minimizando aglomerações e reduzindo o risco de contaminação pelo coronavírus nesses ambientes – avaliou Valter.

O Estado do Rio de Janeiro já alcançou a meta de cobertura em idosos, profissionais de saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas. Indígenas e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também atingiram a cobertura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s